Base de Conhecimento

RH - Linha Protheus - MDT - Para que server a rotina Riscos (MDTA180) e como incluir

time.png Tempo aproximado para leitura: 00:03:00 min

Dúvida
Para que serve a rotina Riscos (MDTA180) e como incluir um registro?

Ambiente
TOTVS RH (Linha Protheus) - Medicina e Segurança do Trabalho - Todas as versões

Solução
É responsável pelo cadastro efetivo do Risco bem como todos os vínculos de informações. Também é informado a abrangência do risco, podendo ser: por Centro de Custo, Função ou Tarefa.

Estes riscos são debatidos e estudados na área de segurança e saúde do trabalho, principalmente na elaboração e implementação dos programas de PPRA e PCMSO. O controle de riscos de uma empresa se torna necessário principalmente por dois fatores:

1. Ter dados suficientes para elaboração de um PPRA conciso;
2. Ter controle de possíveis doenças ocasionadas aos funcionários durante o trabalho, evitando assim a incidência de processos cíveis que a empresa possa necessitar responder.

O risco no módulo de Medicina e Segurança do Trabalho é cadastrado de forma estruturada para que as informações sejam adquiridas separadamente, permitindo informações mais genéricas quando possível e cadastros finais mais detalhados.

Antes de Cadastrar um risco é necessário verificar se existe a configuração dos seguintes processos:

Agente
Em caso de duvidas acesse o artigo: MP - MDT - O que é Agente de Risco e quais as categorias dos agentes causadores de risco

Fonte Geradora
Em caso de duvidas acesse o artigo: MP - MDT - Para que serve a rotina Fonte Geradora (MDTA095) e onde fazer os cadastros no sistema

Tarefa

Em caso de duvidas acesse o artigo: MP - MDT - Para que server a rotina Tarefas Por Funcionário (MDTA090) e como incluir

Centro de Custo 
O conteúdo provindo deste campo diz respeito a fonte geradora da tabela Centro de Custo (CTT). 

Função
O conteúdo provindo deste campo diz respeito a fonte geradora da tabela Função (SRJ). 

Campos e Informações no cadastro do Risco:

  • Número Risco: Código de controle interno do risco. Este código é gerado sequencialmente pelo próprio sistema;
  • Data Reconhecimento: Data em que o risco foi reconhecido como tal na empresa;
  • Agente: Código do agente relacionado ao risco. Consulta padrão (F3) disponível;
  • Fonte Geradora: Código da fonte geradora do risco. Consulta padrão (F3) disponível.
  • Centro Custo: Código do centro de custo onde está presente o risco. Neste campo pode ser informado “*” caso o risco seja comum entre todos os centros de custo. Consulta padrão (F3) disponível;
  • Função: Código da função que exerce exposição ao risco. Neste campo pode ser informado “*” caso o risco seja comum entre todas as funções. Consulta padrão (F3) disponível.
  • Tarefa: Código da tarefa que está exposta ao risco. Neste campo pode ser informado “*” caso o risco seja comum entre todas as tarefas.

Adicionais: Com objetivo de armazenar o máximo de informações sobre o risco, a rotina apresenta campos como:

  • Data Avaliação: Data em que foi realizado a quantificação do risco;
  • Data Eliminação: Data em que o risco foi eliminado da empresa;
  • Agente: Define a quantidade de agente encontrado no local do risco;
  • Unidade Medida: Define a unidade de medida utilizada para quantificar o agente;
  • Tempo Exposição: Tempo em que os funcionários ficam expostos ao risco;
  • Repetição: Quantidade de vezes em que pode repetir a exposição ao risco;
  • Intervalo: Período de tempo entre uma exposição e outra;
  • Considerar:  Define em que lugares deve ser impresso informações sobre a exposição ao risco, podendo ser: ASO, Nenhum, ASO e PPP ou PPP;
  • Grau Risco: Identificação do tamanho do risco, podendo ser: Pequeno, Médio ou Grande;
  • Mapa Risco: Indica em qual mapa o risco deve ser apresentado, podendo ser: CIPA, SESMT ou AMBOS;
  • Ambiente: Código do ambiente físico onde o risco está localizado;
  • Tipo Exposição. Indica o tipo de exposição do risco, podendo ser: Habitual/Permanente, Ocasional/Intermitente, Ausência de Agente Nocivo, Eventual ou Habitual/Intermitente;
  • Complemento Exposição: Descritivo complementar ao tipo de exposição;
  • EPC Eficaz: Informa se o equipamento de proteção coletiva é eficaz contra o risco;
  • Necessário EPI: Indica se para a exposição ao risco é necessário a utilização de equipamento de proteção individual;
  • Fase Obra: Código da fase da obra a ser vinculada ao risco;
  • Subfase: Código da subfase da obra;
  • Atividade Insalubre: Indica se a exposição ao risco é insalubre, podendo ser: Salubre ou Insalubre;
  • Atividade Periculosa: Indica se a exposição ao risco é periculosa ou não, podendo ser: Não Periculosa ou Periculosa;
  • Enquadramento Legal: Descritivo do enquadramento legal do risco quanto a insalubridade ou periculosidade;
  • Técnica Utilizada: Descritivo da técnica de medição utilizada para quantificar o agente;
  • Adicional: Indica o tipo de adicional que o risco fornece. Este campo é de preenchido automático pelo sistema;
  • Categoria do Risco:. Indica qual categoria se aplica ao risco, podendo ser: Irrelevante, De Atenção, Crítica ou Intolerável;
  • Intensidade:. Indica o percentual de intensidade do risco, podendo ser: 10%, 20%, 30%, 40% ou Não Caracteriza;
  • Adicional Folha: Indica se o risco gera adicional em folha de pagamento, podendo ser: Sim ou Não. Se possuir adicional (opção “S”), envia e-mail para o RH comunicando;
  • Danos Causados: Descritivo que indica os danos causados ao funcionário por conta da exposição ao risco;
  • Situação Encontrada: Descritivo da situação ergonômica encontrada no local do risco. Campo habilitado apenas para agente do tipo ergonômico;
  • Situação Desejada: Descritivo da situação ergonômica desejada no local do risco. Campo habilitado apenas para agente do tipo ergonômico;

Status: Informa a situação ergonômica atual do risco, podendo ser: Adequada ou Inadequada. Campo habilitado apenas para agente do tipo ergonômico.

É possível na parte inferior da tela vincular medidas de controle ao risco. Para isso, basta informar o campo Controle com o código da medida de controle. Consulta padrão (F3) disponível.

Em caso de dúvidas acesse: MP - MDT - Para que server a rotina Medidas Controle (MDTA135) e como incluir

No menu Outras Ações > Prod. Químicos, é possível vincular ao risco um produto químico, basta informar o código do produto químico cadastrado. Esta opção está disponível apenas para agentes do tipo “Químico”.
Em caso de dúvidas acesse: MP - MDT - Para que serve a rotina Produtos Químicos (MDTA183) e onde fazer os cadastros no sistema

No menu Outras Ações > Func. Exp. Risco, é possível visualizar todos os funcionários expostos com base nos dados preenchidos sobre o risco.

Para cadastrar uma tarefa acesse no modulo SIGAMDT (35) o caminho: Atualizações > PPRA > Riscos.

mceclip0.png

OBS: Não pode ter espaço antes e após no preenchimento dos campos com * (asteriscos) conforme documentação.


Saiba Mais
Central de Artigos Medicina e Segurança do Trabalho
Artigos eSocial SST
Assistente Virtual Carolina

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
X Fechar

Olá ,

Há pendência referente a um de seus produtos contratados para a empresa ().

Entre em contato com o Centro de Serviços TOTVS para tratativa.

Ligue! 4003-0015 opção 4 e 9 ou registre uma solicitação para CST – Cobrança – Verificação de pendências financeiras . clique aqui.

TOTVS

X Fechar

Olá ,

Seu contato não está cadastrado no Portal do Cliente como um perfil autorizado a solicitar consultoria telefônica.

Por gentileza, acione o administrador do Portal de sua empresa para: (1)configurar o seu acesso ou (2)buscar um perfil autorizado para registro desse atendimento.

Em caso de dúvidas sobre a identificação do contato administrador do Portal, ligue (11) 4003-0015, opção 7 e, em seguida, opção 4 para buscar o suporte com o time de Assessoria ao Portal do Cliente. . clique aqui.

TOTVS

X Fechar

Olá ,

Para o atendimento de "Consultoria Telefônica" você deverá estar de acordo com o Faturamento.

TOTVS

X Fechar

Olá,

Algo inesperado ocorreu, e o usuario nao foi reconhecido ou você nao se encontra logado

Por favor realize um novo login

Em caso de dúvidas, entre em contato com o administrador do Portal de Clientes de sua empresa para verificação do seu usuário, ou Centro de Serviços TOTVS.

Ligue! 4003-0015 opção 4 e 9 ou registre uma solicitação para CST – Cadastros . clique aqui.

TOTVS

Chat _

Preencha os campos abaixo para iniciar o atendimento:

Chat _